Família se contrói aos poucos

Família se constrói aos poucos, cada um com seu papel dentro dela, é a primeira referência da criança do convívio em sociedade.

Neste contexto de isolamento social precisamos entender como cada um está passando por este momento. Empatia dentro de casa, com aqueles que tanto amamos. É claro que temos momentos difíceis, queremos aquele tempo só pra pensar na vida e espairecer, só que com todos juntos as vezes isto não é possível. Por isso separamos 5 dicas para o bom convívio família agora na pandemia.

1. Mantenha o Diálogo e uma boa comunicação (DIÁLOGO, não monólogo)

Antes de se falar em diálogo e uma boa comunicação é importante se destacar a importância de se monitorar o tempo do uso de telas, investe de verdade na interação social com todos que vivem no mesmo teto.

Ouça, entenda o momento de falar e ide ouvir, tendo sempre como base o respeito ao outro.

Uma boa comunicação, além de fortalecer os relacionamentos familiares, contribui para um ambiente familiar integrado e mais harmônico.

2. Realize atividades que integrem o núcleo familiar

Invista tempo em uma atividade conjunta, é tão raro estes momentos, aproveite o feriado e faça um almoço diferente em que todos ajudam na cozinha. Compartilhem bons momentos e quem sabe consigam até estabelecer novos hábitos que aproximem todos.

3. Identificar os problemas que estão afetando a família e buscar soluções de forma conjunta

• Identifique o problema que está afetando a família, não o ignorando, não “colocando o problema para baixo do tapete”;

• Converse sobre o tema de forma aberta e conjunta, evite críticas pessoais, sem culpados ou vítimas;

• Busque soluções a solução que não pode ser imposta, mas pactuada através de um consenso com todos. Abra um espaço do dia pra conversas em busca de soluções destes problemas.

4. Compreender, ajudar e, se necessário, perdoar

Vamos entender que a vida não está fácil pra ninguém, uns expressam mais suas questões outros menos, busque entender a complexidade do contexto pandêmico do ponto de vista dos pequenos. Inevitavelmente, isso tem afetado não apenas os sujeitos individualmente, mas a família e seu respectivo relacionamento.

Se quisermos contribuir para a construção de relacionamentos saudáveis e de um ambiente familiar harmonioso e sadio, precisamos ser resilientes e buscar compreender o outro, ajudá-lo e, quando necessário, perdoar.

5. Cuidar e Proteger

A família é o primeiro e o principal suporte sócio afetivo das crianças, cuide e proteja de quem você ama. A família é um espaço de cuidado, proteção e de carinho, aonde todos devem se sentir seguros, queridos e protegidos.

6. Estabeleça a cooperação entre todos na rotina familiar

Sim, a rotina mudou! Entendemos isto e por isto precisamos que as crianças entendam e participem desta mudança ide rotina. É preciso um ajustamento  a desta rotina a nova realidade que já está posta e que ainda deve durar um longo tempo. Então, defina essa nova rotina com todos, priorize, a rotina em relação ao sono, à alimentação e às atividades escolares das crianças.

É importante dividir as atividades da casa, sim, sem deixar aos tarefas do dia a dia em um colo só, distribua as tarefas de forma justa, considere as condições de cada integrante, de modo que ninguém se sinta sobrecarregado ou estressado. 

Respire fundo, tudo vai passar é preciso, paciência, coragem e muito, muito afeto.

Compartilhe amor e carinho. A família se constrói sobre estes pilares.

Gostou do post? Fala aqui pra gente nos comentários o que achou. 

Aproveite para baixar o aplicativo no Google Play ou na Apple Store!
Siga a gente no Facebook, dê uma curtida no Instagram, se inscreva no YouTube e visite nosso LinkedIn para mais conteúdos relevantes!